Home»Política»‘Um desafio histórico a Perillo’

‘Um desafio histórico a Perillo’

2
Shares
Pinterest Google+

Aliança com Lula é Pacto Histórico, diz Hermes Traldi

Palanque com PSDB, Cidadania, PT, PSB, PV, PC do B 

Tucano, o símbolo do PSDB
Estrela do PT

Avante, PROS, PSD sob a mira

 

Hermes Traldi

Renato Dias 

Sob a tensão global EUA e China e Rússia e Ucrânia, além das turbulências na economia mundial, assim com as ameaças ao Estado Democrático de Direito, no Brasil, com ápice anunciado para 7 de setembro de 2022, a sinalização de Luiz Inácio Lula da Silva [PT] a Marconi Perillo [PSDB] é um episódio histórico. Republicano. Democrático. A análise é do agrônomo Hermes Traldi.

Episódio histórico, republicano, não patrimonialista

Hermes Traldi

Hermes Traldi

Personagens do cenário político do País, o ex-presidente do Brasil, por dois mandatos consecutivos, que lidera as pesquisas de opinião, superou as diferenças já históricas com o ex-governador de Goiás. Para uma celebração do que a Itália ensaiou, em 1978, como Pacto Histórico. Mais: a transição da ditadura civil e militar de Francisco Franco na Espanha exigiu o Pacto de La Moncloa

Transição democrática na Espanha sob Pacto de La Moncloa

Hermes Traldi 

O tucano Aloysio Nunes é aliado do PT

PT e PSDB possuem pontos em comum e divergentes. Nada insuperável. Indicadores econômicos, sociais, sanitários, culturais, educacionais e de violência apontam que o Tempo Presente clama, hoje, por mudanças. Aliança política não é fechada apenas com os iguais. Uma coalizão é a unidade fundada na diversidade. Com o bem comum como projeto estratégico. Foco: a população.

PSDB, Cidadania e PT possuem divergências passíveis de superação

Hermes Traldi

Fernando Henrique Cardoso entrega a faixa presidencial a Luiz Inácio Lula da Silva

Caso seja eleito nas urnas eletrônicas de outubro de 2022, assuma e cumpra o seu mandato integral conferido pela vontade popular, o único da História da República com o veredicto do voto, Luiz Inácio Lula da Silva já anunciou que não disputará a reeleição. Marconi Perillo pode entrar para a enciclopédia. Pela nobreza de seu gesto. Medida que pode auxilia-lo a ir ao 2° turno.

Frente ampla pode garantir Marconi Perillo no 2° turno

Hermes Traldi

Palácio das Esmeraldas

O ex-operário metalúrgico possui elevada musculatura e capital político para transferir votos e levar o “moço da camisa azul de 1998”, em 2022, ao segundo turno. Com tempo de Tv e rádio, pílulas, fundo eleitoral e um exército de militantes do PT, PC do B, PV, PSB, PCO, assim como tentar atrair Avante, PROS, em comum acordo com o velho PSDB e o Cidadania, afirma Hermes Traldi.

Elevação do potencial eleitoral, de chegar no 2° turno e vencer

Hermes Traldi

Ronaldo Caiado: crise aguda

Como um rolo compressor e a sua vocação Bonapartista, Ronaldo Caiado quer ganhar por WO, desidratar os adversários e impedir que a oposição com capilaridade nos 246 municípios do Estado de Goiás lance as suas chapas majoritária e proporcionais que  possam ameaça – lo, explica. Trata – se de um tradicional oligarca, empoeirado coronel, autoritário, dos séculos 19 e 20, ele atira.

Oligarca, coronel, autoritário, bonapartista, Ronaldo Caiado quer WO

Hermes Traldi

Urnas eletrônicas do TSE

Pesquisa Datafolha mostra que Luiz Inácio Lula da Silva lidera com 51% na faixa dos eleitores de 16 a 29 anos. Levantamento diz que o moderado pode ganhar, hoje, com 54% dos votos válidos, frisa. Já tem maioria no Centro-Oeste, empate numérico em Goiás, com tendência a crescimento e capacidade de virar um cabo eleitoral de luxo, sublinha o ex-prefeito, produtor rural e empresário.

Veja percentuais das pesquisas Datafolha, Serpes e da Tv Record 

Hermes Traldi

Apenas quem não conhece a marca de imprevisibilidade, das surpresas, da História acredita em eleição vencida a 2 meses da totalização dos votos, alerta. Não há nada definido, insiste. Serpes vê Ronaldo Caiado estacionado. A somatória dos adversários crava 2° turno. A Pesquisa Tv Record dá a Marconi Perillo em 2°. A Federação de Centro-Esquerda pode transferir mais 15%

A história é imprevisível, traz surpresas e não existe vitória na véspera

Hermes Traldi

O relógio da História

Pragmático, Marconi Perillo pode abrir um diálogo com Gustavo Mendanha [Patriota], desidratado pelos aliados do atual Governo Estadual, conversar com Vitor Hugo [PL], negociar com Edgar Diniz [Novo], tentar atrair Guilherme Boulos [Psol] e Marina Silva [Rede], com apoio de Luiz Inácio Lula da Silva, para pedir nenhum voto em Ronaldo Caiado no 2° turno das eleições, fuzila

A doce arte do diálogo, dos acordos e do pragmatismo na democracia

Hermes Traldi 

Gustavo Mendanha

Ao deixar de fixar o olhar no retrovisor, mirar o parabrisas que abre caminhos, esquecer as crises de 2005, 2012, 2016 e 2018 com o PSDB e Marconi Perillo, Luiz Inácio Lula da Silva usa o traje de um Estadista, observa. Marconi Perillo exerceu os mandatos de deputado estadual, federal, senador, com quatro de governador de Goiás, recorda – se. “O acordo irá levar – lhe à História do País”.

Acordo político em tempos sombrios o levaria à História

Hermes Traldi

Marconi Perillo

Ex-ministro da Justiça de Getúlio Vargas e ex-premier sob João Goulart, Tancredo Neves fez oposição à ditadura civil e militar, deflagrou a campanha das diretas já [1984], derrotada em plenário, celebrou uma aliança histórica com o seu adversário desde 1964, José Sarney, à época o presidente do PDS, ganhou a eleição de Paulo Salim Maluf [PDS], sepultou o autoritarismo e ergueu a Nova República, relata Hermes Traldi.

Estratégia consolida Aliança Democrática e derrota a ditadura em 1985

Hermes Traldi 

Colégio Eleitoral elege Tancredo Neves
Previous post

Matrizes: gravura e aproximações

Next post

PC do B define tática eleitoral

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *