Home»Política»‘Perillo monta palanque amplo’

‘Perillo monta palanque amplo’

2
Shares
Pinterest Google+
Marconi Perillo


É o que revela Hermes Traldi

Homem do mercado e liberal conservador

Tucano, o símbolo do PSDB

Tucano mantém relações institucionais e republicanas, diz

 

Hermes Traldi

O que ele articula e costura

Renato Dias 

Republicano e não patrimonialista. Assim Marconi Perillo [PSDB] exerceu quatro mandatos de governador do Estado de Goiás. Com relações produtivas e sem ruídos. Tanto com Luiz Inácio Lula da Silva quanto com Dilma Rousseff. Assim como prefeitos dos 246 municípios. Além dos Governos dos Estados do Centro-Oeste. A união entre capital e trabalho para promover crescimento econômico e desenvolvimento sustentável. De Goiás. O PIB cresceu. Com geração de renda, empregos, direitos. A análise política é de Hermes Traldi.

 

Palácio das Esmeraldas

O ex-inquilino da Casa Verde, a maior vítima da Lawfare na História Republicana de Goiás, perseguição jurídica implacável com motivação política explícita, possui um legado. O que permite que abra diálogos com a esquerda, a centro-esquerda, o centro – democrático, e a direita. Eleitores de Luiz Inácio Lula da Silva, Ciro Gomes, Simone Tebet e mesmo de Jair Messias Bolsonaro. Com uma agenda e plataforma contemporâneas é o único capaz de, em parcerias com a União, Congresso Nacional, Assembleia Legislativa e municípios, retirar o Estado de Goiás da atual crise, avalia.

 

Cristiano Zanin: advogado especialista em Lawfare de Luiz Inácio Lula da Silva e de Marconi Perillo

Homem do agronegócio, setor primário, da indústria, secundário, e serviços, terciário, da economia do Brasil, ex-prefeito de Goiatuba, suplente de deputado federal, Hermes Traldi crê ser possível a construção de palanque amplo, fundado na diversidade e com foco na reconstrução do Estado de Goiás. Já devastado pela falta de um planejamento estratégico, má gestão e ausência de políticas públicas de excelência. Sob a Pandemia, a crise econômica, a volta da inflação, o aumento dos índices de violência urbana e rural, de feminicídios, agressões às mulheres, frisa.

A crise em Goiás: o desemprego

O tucano, hoje, possui um livre trânsito no agronegócio, Indústria, nos conglomerados econômicos e de comércio, assim como com os trabalhadores, ele admite. Mais: uma visão inclusiva e policlassista, avisa. Programas com o seu DNA, como Cartão Renda Cidadã, Bolsa Universitária, Cheque Moradia e o Cheque Reforma serviram como referências a Bolsa Família, ProUni, Fies, Minha Casa Minha Vida, aponta o gestor público. Um olhar para o passado a iluminar o tempo presente, vê o empresário de linhagem liberal e conservadora

Cartão Renda Cidadã

Indicadores econômicos, sociais, culturais, educacionais e administrativos de Goiás constituem uma tragédia, atira. Um atraso em direção à modernidade, critica. Marconi Perillo é, hoje, a opção para mudar os rumos, define. É a senda, atira. Luiz Inácio Lula da Silva não é o bicho-papão, quer pacificar o Brasil, retirar o País do isolamento internacional e garantir o Estado de Direito, aponta. Jair Bolsonaro já mostrou o seu programa em quatro anos, sublinha. O líder tucano é hábil para atrair os eleitores também de Ciro Gomes, além de Simone Tebet, analisa o articulador.

 

Hermes Traldi

 

Veja o legado de Ronaldo Caiado

explosivo
explosivo

O governador do Estado de Goiás, Ronaldo Caiado [União Brasil], que disputa a reeleição, pode ser derrotado nas urnas em outubro de 2022. Basta leitura aplicada das tendências. Nas pesquisas de cenários.

Ronaldo Caiado [União Brasil], que disputa a reeleição, pode ser derrotado

A campanha eleitoral ainda não começou. Com propaganda de Tv, rádio, caminhadas, reuniões, comícios, viagens, visitas, o velho corpo a corpo. Além da invasão das redes sociais. Com múltiplas plataformas.

A campanha eleitoral ainda não começou

Os atuais indicadores econômicos, sociais, sanitários, culturais, educacionais serão expostos. Mais: apresentados aos 4,8 milhões de eleitores dos 246 municípios do Estado de Goiás. Com 7,2 mi de habitantes

4,8 milhões de eleitores dos 246 municípios do Estado de Goiás

O funcionalismo público pode ser uma pedra no sapato de Ronaldo Caiado. Motivo real: extinção de direitos e a não reposição das perdas salariais com a inflação. O Fórum Sindical exigia 25,35% e não foi atendido.

Fórum Sindical exigia 25,35% e não foi atendido

Um desastre. Assim pode ser classificada a sua gestão da Pandemia do Covid 19: um milhão 478 mil e 375 pessoas infectadas. Com 26 mil e 824 mortos. Registro: mais 278 óbitos suspeitos sob investigação.

Com 26 mil e 824 mortos. Registro: mais 278 óbitos suspeitos sob investigação

Goiás aparece no topo do ranking nacional de feminicídios. As políticas públicas do Estado são pífias, sem planejamento. Um aumento de 50% de 2018 para o ano de 2021. Apenas no ano passado, 54 mortes

Goiás aparece no topo do ranking nacional de feminicídios

A escalada da crise econômica em Goiás traz desemprego de 332 mil trabalhadores. Dados da PNAD, do IBGE. A renda domiciliar despencou para os índices de 2017. Já a informalidade deu um elevado salto:40,9%

A escalada da crise econômica em Goiás traz desemprego de 332 mil trabalhadores

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, de março de 2021 a março de 2022, em Goiânia, a capital de Goiás, é de 12,18%, a maior dos 27 anos da economia. Desde a implantação do Plano Real, em 1994.

A maior inflação dos 27 anos da economia. Desde a implantação do Plano Real, em 1994

A evasão escolar na rede de ensino em Goiás teria retirado das listas das salas de aulas 68 mil e 63 estudantes no ano de 2020. Já em 2021 a crise continuou com 35 mil alunos sem matrículas e frequências.

Goiás teria retirado das listas das salas de aulas 68 mil e 63 estudantes no ano de 2020

Em tempo: a falta de acesso à rede mundial de computadores, à internet, a ausência de computadores para uso pessoal, o PC, e a insegurança alimentar prejudicaram também o desempenho dos estudantes

Falta de acesso à rede mundial de computadores, à internet, ausência de computadores de uso pessoal

O Palácio das Esmeraldas, sob a orientação neoliberal da Secretaria de Estado da Economia, destruiu as políticas públicas de fomento às artes e aos espetáculos. Um diagnóstico do Fórum de Cultura de Goiás.

A destruição das políticas públicas de fomento às artes e aos espetáculos

A violência policial, por agentes do Estado, é responsável por 30% das mortes violentas, em Goiás. A cultura hegemônica é de que a corporação deve “matar mais”.  É o segundo no ranking nacional em intervenção policial.

A violência policial, por agentes do Estado, é responsável por 30% das mortes violentas, em Goiás

Os números estarrecedores não param. O Estado de Goiás é, hoje, o terceiro no Brasil com a maior taxa de mortalidade em ações da segurança pública. Pesquisa da professora da UFG, Dalva Maria de Lima.

Goiás é, hoje, o terceiro no Brasil com a maior taxa de mortalidade em ações da segurança pública

Previous post

O pensamento de Maquiavel

Next post

Perillo teria fechado com Lula

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *