Home»Política»Marconi Perillo quer disputar a Casa Verde

Marconi Perillo quer disputar a Casa Verde

0
Shares
Pinterest Google+

Já em 2022

Marconi Perillo quer

disputar a Casa Verde

 

 

O ex – governador de Goiás Marconi Perillo [PSDB] quer disputar, em outubro de 2022, as eleições ao Palácio das Esmeraldas. É o que constata www.renatodias.online O líder tucano já exerceu o cargo quatro vezes. Na História do Tempo Presente.

Palácio das Esmeraldas: sede do Governo do Estado
Palácio das Esmeraldas: sede do Governo do Estado

O núcleo duro do PSDB estadual analisa que o ‘mix explosivo’ da Pandemia, a recessão global, o desmonte do Estado, a queda do PIB, o Produto Interno Bruto, a marcha do desemprego, a volta da inflação e o crescimento da economia informal mudarão o cenário político.

 

2022 não abrirá espaços para supostos outsiders. É a síntese do alto clero do tucanato. Além de que o projeto nacional da sigla é eleger João Dória. Ao Palácio do Planalto. O que exigirá palanques com capilaridade social e política nas 27 unidades da federação.

 

João Dória: voo presidencial

Alianças amplas

Marconi Perillo acredita que conseguirá se desvencilhar dos processos. Mais: viabilizar a sua candidatura. Com um amplo leque de alianças. Com a multiplicação de postulantes, DEM, MDB, PT, Psol, o segundo turno estará garantido. A sua arma política letal é o recall.

 

_ Do eleitor dos 246 municípios. De Goiás.

 

Dos seus quatro mandatos. O PIB, a soma de todas as riquezas produzidas no e pelo Estado, pulou de R$ 17 bilhões, em primeiro de janeiro de 1999, para R$ 202 bilhões, em 31 de dezembro de 20 18. Com um crescimento econômico sustentável. Acima da média nacional.

José Eliton deve presidir PSDB, em Goiás
José Eliton deve presidir PSDB, em Goiás

Perfil para o eleitor

O ex – inquilino da Casa Verde crê que o eleitor, nas urnas eletrônicas do ano que vem,  optará por um gestor público realizador. Com experiência administrativa. Distante dos palanques. Sem o olhar fixo. Somente no retrovisor. O tempo dirá quem tem razão. É esperar.

 

Previous post

Licença curta ou a renúncia imediata

Next post

É o ‘Rei do Futebol’  que colabora com a ditadura

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *