Home»Política»Denise Carvalho: o que ela pensa?

Denise Carvalho: o que ela pensa?

2
Shares
Pinterest Google+

 

Raio X de suas ideias

Congresso Nacional , em Brasília [DF], com a Câmara dos Deputados federais e o Senado

Uma mulher de esquerda no Senado

 

2

De outubro

de 2022

Denise Carvalho

O que pensas em relação ao Teto de Gastos e às Reformas Trabalhista e Previdenciária?

Denise Carvalho – Vamos rever tudo isso no Governo do Lula porque essas reformas foram contra os trabalhadores e as trabalhadoras.  Não ampliaram a capacidade do país de gerar novos empregos. A reforma trabalhista trouxe também o enfraquecimento do poder dos sindicatos, restrições da atuação da justiça do trabalho e a fragilização das relações trabalhistas. A reforma trabalhista, juntamente com a reforma da previdência social e do orçamento federal, consubstanciada no estabelecimento de um teto de gastos, soma-se também à proposta de reforma administrativa que afeta direitos do funcionalismo público. São peças que se articulam e têm o objetivo de aumentar o lucro das empresas privadas, ampliando o espaço de mercado delas por meio do encolhimento do setor público, atado pelo limite de gastos.  A reforma da previdência, por sua vez, visava a redução dos gastos públicos com as aposentadorias, o aumento da oferta de mão de obra, mantendo os trabalhadores e as trabalhadoras por mais tempo no mercado de trabalho e, ainda, implantar a universalização da previdência privada. Tentaram iludir o nosso povo com o discurso demagógico e neoliberal de que essas reformas trariam de volta o crescimento econômico, tornariam o Brasil mais competitivo e, assim, ampliariam a criação de novos postos de trabalho. Puro engodo. Efetivamente os empregos se tornaram, no mínimo, pífios e precários. A Organização Internacional do Trabalho (OIT) tem alertado para a necessidade dos países adotarem políticas públicas mais incisivas para auxiliar no processo de recuperação do nível de emprego. De acordo com o mais recente relatório apresentado pela OIT, “Perspectivas Sociais e de Emprego no Mundo – Tendências 2022”, a maioria dos países está enfrentando dificuldades para retomar aos níveis pré-pandemia de criação de postos de trabalho. Considerando que as reformas no Brasil antecedem à pandemia, nossa situação é bastante desconfortável. A Organização prevê que apenas em 2024 voltaríamos ao patamar de 2019. Para isso ocorrer, acreditamos que a implementação de políticas públicas de geração de emprego articuladas tanto com entidades de trabalhadores e trabalhadoras, quanto de empregadores e empregadoras, torna-se essencial. As eleições de outubro serão um bom momento para os cidadãos e as cidadãs apontarem projetos políticos capazes de reverter essa tragédia social e econômica que se materializa no desemprego, aumento da miséria e da fome.

Jair Bolsonaro – Crédito: Isto é

Sigilo de 100 anos? Um revogaço é possível?

Denise Carvalho – Sigilo de 100 anos é um artifício antidemocrático que deve ser revogado. É fundamental que todos os governos tenham transparência no exercício do mandato. Sigilo de cem anos até sobre o cartão de vacina dele próprio? Isso é uma excrescência. Sigilo para não se apurar o que? Lula vai revogar este sigilo que foi imposto por decreto. É uma atitude contra o caminho da transparência e de aprofundamento democrático do Brasil.

Lula no 1º de maio de 2022, em São Paulo

A ameaça de golpe de Estado civil e militar em 7 de setembro de 2022 é real?

Denise Carvalho – Possibilidade há, por isso precisamos defender nossa jovem democracia e as conquistas que tivemos com o fim da ditadura militar. A população já está resistindo e se mobilizando contra esta possibilidade de golpe. O mundo está atento e não será uma empreitada fácil para os golpistas.

Desfile de blindados
Previous post

Um giro global à esquerda?

Next post

Associação repudia Kajuru

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *