Home»Política» Foice e martelo PCB sai em faixa própria

 Foice e martelo PCB sai em faixa própria

0
Shares
Pinterest Google+

Símbolo da foice e do martelo

 Foice e martelo

PCB sai em faixa própria

Bloco do Poder Popular lança pré-candidaturas. Antônio Neto ao Paço. Guilherme Martins para vice. Andriele Qualhato, Elis Regina, Nicolas Santos e Arthur Ramos à Câmara Municipal

Karl Marx –

 

Renato Dias

Sem alianças. Faixa própria é o caminho mais curto para o Partido Comunista Brasileiro, a legenda da foice e do martelo, chegar ao Paço Municipal. A sede da Prefeitura de Goiânia. Só que sem as armas, como da revolução de 25 de outubro ou 7 de novembro de 1917 ou de 27 de novembro de 1935, no putsch do PCB, Terceira Internacional,  Komintern, e da ANL. A senda, hoje, em 2020, é pelas urnas. Em 15 de novembro próximo. Os comunistas indicam a pré-candidatura a prefeito do professor da rede municipal de Educação, membro da Corrente Sindical Unidade Classista, Antônio Neto. Para a sua vice a opção é Guilherme Martins.

Imagem da bandeira do PCB

Revolução

Fundado em 25 de março de 1922, por nove operários, como João Costa Pimenta e Astrojildo Pereira, cinco anos após a greve geral de 1917, em São Paulo, reprimida pela polícia política do Estado, o PCB informa, com exclusividade, ter montado uma chapa competitiva do denomi­nado ‘Bloco Poder Popular’. Para ocupar as cadeiras da Câmara Municipal de Goiânia. Inte­gram a lista os ativistas marxistas  Andriele Qualhato, médica veterinária; Elis Regina, pós gra­duanda em Letras e Linguística pela UFG, educadora popular; Nicolas Santos, estudante de Biologia da UFG,  trabalhador, educador popular; Arthur Ramos, estudante de História do IFG.

Vídeo  – Hino _ A Internacional

Previous post

Torcidas antifascistas

Next post

É a economia, estúpido!

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *