Adeus de Marcos Araújo

Marcos Araújo

Comunista fecha a sua banca de jornais e revistas

Redes sociais

Sob a revolução da internet, a Pandemia e a crise 

Renato Dias 

Fundador do Grêmio Livre do Colégio Carlos Chagas, ele participou da campanha por Anistia Ampla, Geral e Irrestrita. Adepto das ideias de Karl Marx [1818-1883], esteve na vanguarda da criação da Frems. A Frente de Reorganização do Movimento Secundarista em Goiânia. Empre­endedor, montou ainda uma histórica banca de jornal e revista, na capital. À Avenida Anhan­guera, centro. Sob a ditadura civil e militar. É a saga de Marcos Araújo, velho ícone do PC do B.

Karl Marx e Friedrich Engels
Karl Marx e Friedrich Engels

Barbudo como o incendiário inglês Friedrich Engels, Marcão comercializava os veículos da Im­prensa Alternativa ou também Nanica. As bancas viraram alvos de ações da direita explosiva. Tempos sombrios. Da Operação Cristal. Atentados orientados pelos generais do Exército Sylvio Frota e Antônio Bandeira. Um homem cult, de formação humanista, com solidez ideológica e cul­tural, torcedor do Goiás, tornou o espaço um ponto de encontro das esquerdas.

Atentados às bancas

Ativo nas lutas de classes no Brasil e na América Latina, Marcos Araújo integrou o DCE da Univer­sidade Católica, atual PUC Goiás, presidiu o PC do B, a sigla da foice e do martelo, exerceu a função pública de assessor especial do prefeito de Goiânia, de 2001 a 2004, Pedro Wilson Gui­ma­rães [PT]. Um revolucionário que conversava tanto com Darci Accorsi quanto com Iris Re­zende, além de Marconi Perillo. O PC do B chegou a 101 anos no último dia 25 de março de 2023.

Fundação do PC do B em 25 de março do ano de 1922

Com a Federação Brasil da Esperança [FBE], integrada por PT, PC do B e PV, além de uma ampla frente democrática, contribuiu para derrotar o então presidente da República Jair Messias Bol­sonaro [PL]. O responsável por 700 mil mortes sob a Pandemia do Covid, o Auschwitz Yano­mami, a queda no PIB, o descontrole da inflação, os atentados de 8 de janeiro de 2023. Mais: a hi­pertrofia do poder militar na esfera civil e o festival de escândalos de desvio de recursos do erário.

Com a revolução da internet, a informação no celular, em tempo real, dos cinco continentes em 193 países que integram a ONU, um mundo globalizado com 8 bilhões de habitantes, jornais e revistas de suporte impresso perderam espaço no mercado de comunicação social do século 21. O que dava lucro hoje gera prejuízo. O leitor da mídia tradicional envelheceu. Marcos Araújo decidiu fechar as portas de sua banca, no Goiânia Shopping. É o fim de uma era.

Renato Dias

Renato Dias, 54 anos, é graduado em Jornalismo, formado em Ciências Sociais, com pós-graduação em Políticas Públicas, mestre em Direito e Relações Internacionais, aluno extraordinário do Doutorado em Psicologia Social, estudante do Curso de Psicanálise do Centro de Estudos Psicanalíticos do Estado de Goiás, ministrado pelo médico psiquiatra e psicanalista Daniel Emídio de Souza. É autor de 20 livros-reportagem, oito documentários, ganhou 20 prêmios e é torcedor apaixonado do maior do Centro-Oeste, o Vila Nova Futebol Clube. Casado com Meirilane Dias, é pai de Juliana Dias, jornalista; Daniel Dias, economista; e Maria Rosa Dias, estudante antifascista, socialista e trotskista. 

Renato Dias tem 2376 posts e contando. Ver todos os posts de Renato Dias

Avatar photo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *