Home»Opinião»A cadela do fascismo está no cio

A cadela do fascismo está no cio

0
Shares
Pinterest Google+

Baderna e terror em Brasília

Benito Mussolini faz passeio de moto

 Paulo Henrique Costa Mattos 

Os acontecimentos golpistas do dia de hoje são mais uma postura fascista, criminosa e contra a democracia brasileira, marcada pelo vandalismo e postura irresponsável contra as instituições. É preciso respostas duras, rápidas e impiedosas contra esses terroristas de extrema-direita, que não aceitam o jogo democrático e o processo eleitoral e institucional.

Um novo Brasil em movimento

Depois de passar semanas na porta dos quartéis, na beira de estradas e pedindo intervenção militar, provocaram uma ação financiada por grupos conservadores depredando o Supremo Tribunal Federal, o Palácio do Planalto e o Congresso Nacional, depredando o patrimônio público e provocando o mais repugnante ato contra as mais importantes instituições da República brasileira em toda sua história, tentando emparedar o Estado-Democrático de Direito e gerar instabilidade e o caos social.

STF

É preocupante e necessário que se identifique os financiadores dessa atitude golpista e reacionária. É necessário que se use a Constituição Federal e todo o arcabouço jurídico nacional que permita o banimento de qualquer organização política de caráter nazifascista, religiosa, de classe ou empresarial que pretenda provocar intervenção militar, desrespeito aos resultados das eleições ou qualquer processo institucional marcado pela violência, quebradeira, violação da lei e que faça o país cair nas mãos de milicianos, do crime organizado, do neoliberalismo-fascista

Jair Bolsonaro – Crédito: Isto é

Após fomentar uma desastrada gestão administrativa do país em toda sua história, gerando o governo mais corrupto, inepto e genocida, agora são responsáveis por uma ação planejada, ilegal, terrorista e antidemocrática. O Brasil merece mais, mais justiça social, mais políticas públicas, mais qualidade de vida, mais emprego e renda, mais democracia. Por isso, é preciso criminalizar os vândalos, os terroristas e os que querem transformar o país em uma República antidemocrática, conservadora, neoescravocrata, sem lei e sem ordem.

Viva a democracia, abaixo os golpistas!

Paulo Henrique Costa Mattos, Vice-Presidente da APUG-SSIND

 

Previous post

Fundamentalismo bolsonarista

Next post

Rastros de ódio, terror e fascismo

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *